CUMBRE DE LOS PUEBLOS – enlazando alternativas IV

Madri, 14 a 18 de maio 2010.

Amigos da Terra Internacional participa da Conferência do Povos, com representantes de diversos países, dentre  eles, Brasil, Uruguai, Costa Rica, Colômbia, Inglaterra, El Salvador, Guatemala, e Amigos da Terra Europa, com sede em Bruxelas.

Amigos da Terra participaram do Tribunal Permanente do Povos, este ano abordando temas relacionados à União Européia e as transnacionais na América Latina: políticas, instrumentos e atores cúmplices das violações e dos direitos dos povos. O Tribunal ocorre nos dias 14, 15 e 17 de maio, quando sairá a sentença contra as 28 empresas acusadas por violação de direitos humanos, impactos ambientais, corrupção e associação com políticos locais, obtenção de privilégios, dentro outros.

Três empresas foram denunciadas por Amigos da Terra, sendo estas: 

Holcim – empresa produtora de cimento, com sede na Suíça, acusada por causar prejuízos ambientais e sociais, por dua atividade de mineração  na cidade de Bogotá (Colômbia), no município de San Juan de Sacatepequéz (Guatemala) e no município de Atotonilco de Tula (México). Responsáveis pela acusação: Otros Mundos Chiapas – Amigos da Terra México, Censat Água Viva – amigos da Terra Colômbia.

Stora Enso – celulose e papel – com sede na Finlândia, acusada por danos ambientais, deterioração das condições dos trabalhadores, e envolvimentos com políticos de Eunápolis, na Bahia, por conta das atividades da fábrica Veracel Celulose, da qual Stora Enso possui 50%, sendo os outros 50% de propriedade da Fíbria.  No Rio Grande do Sul, enfrentou processos judiciais, relacionados à compra de terras na faixa de fronteira entre 2006 e 2009, e conflitos diretos com movimentos sociais campesinos.  No Uruguai, a empresa hoje é a maior proprietária de terras, tendo comprado o projeto da fábrica de celulose da Ence, e formado uma joint venture com a Arauco, assim nasceu a Montes del Plata. Responsáveis pela acusação: Amigos da Terra Brasil (NAT) e Amigos da Terra Uruguai (REDES), Cepedes (Centro de estudos e pesquisas para o desenvolvimento do extremo sul da Bahia), Via Campesina Brasil, Instituto Biofilia (Brasil), Centro de Estudos ambientais (CEA- Brasil), Sindicato dos empregados em empresas de assessoramento, perícias, informações, pesquisas e fundações etaduais do RS, Sindicatos dos bancários e trabalhadores no sistema financeiro do extremo sul da bahia, CIMI – Conselho indigenista missionário, Centro Agroecológico do extremo sul da bahia e WRM – Movimento Mundial pelos Bosques. E apoio de Amigos da Terra Finlândia e Suécia.

 União Fenosa – gás natural – com sede na Espanha, acusada por causar graves impactos na Colômbia, Guatemala, Nicarágua e México. No setor energético obteve privilégios com a privatização neste países. responsáveis pela acusação: Red nacional de usuários de servicios publicos y del centro de estudios para la justicia social “Tierra Digna”(Colômbia), Associación para la promoción y del desarrolo de la comunida Ceiba – (Amigos da Terra Guatemala),  Frente nacional de lucha (Guatemala), Associon dàmistad amb el poble de Guatemala y observatorio de la deuda en la globalización (ODG) Espanha, Sindicato Mexicano de eletricistas (SME), Centro de derechos humanos Tepeyac del Istmo de Tehuantepec (México), Alianza mexicana por la Autodeterminación de los pueblos (AMAP), Unión de comunidades indígenas de la zona norte del istmo (UCIZONI) México e Movimento social nicaraguense Otro mundo es possible.

Para ouvir os testemunhos do tribunal visite: http://www.radiomundoreal.fm/?lang=es

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: