Parecer do Ibama veta obra da usina de Belo Monte

O IBAMA emitiu dois pareceres contrários ao início da construção, em razão do não cumprimento de condicionantes.

O consórcio de empreiteiras  queria iniciar obras neste ano teve suas expectativas frustradas até o momento. O Ministério Público Federal ameaça acionar o Governo Federal se licença for concedida.

No que depender dos técnicos do Ibama, a usina de Belo Monte não terá seu canteiro de obras iniciado em 2010. A equipe encarregada de analisar o pedido de licença para as chamadas instalações iniciais da hidrelétrica no Xingu deu dois pareceres contrários às obras.

Conforme documentos obtidos pelo jornal  Folha de São Paulo,  o consórcio Nesa (Norte Energia S.A.) não cumpriu as precondições impostas pelo Ibama para a instalação do canteiro da usina.

Os empreendedores também teriam subestimado o número de migrantes que seriam atraídos para a região de Altamira (PA) para a obra.

“Não é recomendada a emissão de licença para as instalações iniciais.” diz textualmente o parecer.

Principal obra do PAC, Belo Monte será a terceira maior hidrelétrica do mundo. A estimativa de custos da obra gira em torno de R$ 19 a 30 bilhões e gerar em média 4.400 MW.

A obra chegou a obter  licença prévia do Ibama em abril , atestando que a  viabilidade desde que os empreendedores cumprissem 40 precondições, como a instalação de saneamento em Altamira e a proteção de tartarugas que desovam no rio Xingu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: